SciELO Livros

EDUFBA

 

Prosa de Nagô: educando pela cultura

Synopsis

“Prosa de Nagô” é um texto dramatizado nascido da escuta e registro de conversas de gente da comunidade Afonjá. Transformados em personagens, todos os envolvidos no projeto Irê Ayó dialogam entre si, entrelaçando aspectos de educação, tradição, religião, ciências, filosofia africana e aspectos da história da África que dão origem a essa família de santo. Abrem-se, com esse livro, possibilidades de efetivar as leis nº 10.639/03 e 11.645/08, que possibilitam caminhos para a compreensão da ancestralidade negra, questão importante na formação de educadoras e educadores para o ensino fundamental com a perspectiva de outros estudos epistemológicos, outras metodologias e outros paradigmas para a construção de um currículo descolonizado, emancipatório e transdisciplinar.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio à 3ª edição
Prefácio à 2ª edição - Projeto Irê Ayó
Prefácio
Apresentação
Prosa de Nagô - Com a palavra, Mãe Stella
Prosa de Nagô I
O ferreiro da vida e dos caminhos
Ogum queria ficar rico
O que é a consciência negra?
O dono de todos os caminhos
A mãe da beleza e das artes
A dona dos ventos e do amor humano
Sem censura
Prosa de Nagô II
Ossain, o senhor das folhas, da saúde, do ara e do ori
O provedor das comunidades – o caçador de uma flecha só
Oxalá, o criador dos homens e senhor de toda sabedoria
Xangô, o senhor da justiça e arrimo da comunidade Afonjá
Assim no orun como no aiyê
Roda de conversa – um exercício na prática de educação com o pensamento africano recriado na comunidade Afonjá
Mãe Aninha: quero meus filhos de anel no dedo e aos pés de Xangô
Referências
Anexo A – A transformação da galinha conquém
Anexo B – Ossain, o protetor das folhas
Imagens do projeto político pedagógico Ire Ayô