SciELO Livros

EDUERJ

 

Autotradução: breve histórico, razões, consequências, práticas

Synopsis

Este livro oferece um panorama abrangente, preciso, bem fundamentado e atualizado da autotradução e suas diferentes motivações e realizações. Sem deixar de lado a referenciação e o rigor necessários e recomendáveis, o texto flui de forma tal que poderá atrair também o leitor não acadêmico. Aliando teoria à prática, a autora, no capítulo final, nos permite compartilhar de sua própria experiência como autotradutora de textos acadêmicos, quando revela, em estilo saboroso e coloquial – que de certa forma rompe com o tom mais objetivo e impessoal da pesquisadora observado nos capítulos anteriores –, seu diálogo interno com o autor do texto e consigo mesma, sua visão de tradução, suas estratégias… enfim, o que está por trás de suas escolhas tradutórias. E como bônus, no final do volume há um glossário, apresentando os principais conceitos utilizados, o que potencializa a utilidade da obra em cursos de tradução em geral.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Nota preliminar
1. Autotradução
2. Autotradução: razões e consequências
3. João Ubaldo Ribeiro e a versão de Sargento Getúlio
4. João Ubaldo Ribeiro e a versão de viva o povo brasileiro
5. A autotradução de textos acadêmicos
Glossário
Referências
Sobre a autora