SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Espaços da Ciência no Brasil: 1800-1930

Synopsis

Resultado de extensa pesquisa que valoriza a historiografia da ciência no país, discute o papel das instituições que abrigaram práticas científicas desde o período colonial. Analisam-se, na obra, o percurso e a atuação de instituições como o Jardim Botânico, a Faculdade de Medicina e a Academia Brasileira de Ciências, no Rio de Janeiro, e os Institutos Butantan e Adolfo Lutz, em São Paulo. Este livro propõe novas questões, que partem de espaços institucionais fundadores de uma tradição científica para ampliar os estudos em história da ciência, constituindo importante fonte de pesquisa.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales Preview PDF
Apresentação Preview PDF
Introdução: uma história institucional das ciências no Brasil Preview PDF
Parte I - Espaços institucionais no Brasil império Preview PDF
Capítulo 1 – O jardim botânico do Rio de Janeiro Preview PDF
Capítulo 2 – A faculdade de medicina do Rio de Janeiro no século XIX: a organização institucional e os modelos de ensino Preview PDF
Capítulo 3 – A sociedade auxiliadora da indústria nacional e as ciências naturais no Brasil império Preview PDF
Capítulo 4 – A comissão geológica do Império do Brasil Preview PDF
Parte II - Espaços institucionais na Primeira República Preview PDF
Capítulo 5 – O serviço sanitário de São Paulo, a saúde pública e a microbiologia Preview PDF
Capítulo 6 – Repensando a história do Instituto Butantan Preview PDF
Capítulo 7 – As ciências na academia e as expectativas de progresso e modernização: Brasil – 1916-1929 Preview PDF
Creative Commons License All the contents of this work, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-Non Commercial-ShareAlike 3.0 Unported.