SciELO Livros

EDUFBA

 

Marcadores da diferença: raça e racismo na história do Brasil

Synopsis

O livro investiga a história de homens e mulheres não brancos, anônimos ou bem conhecidos, que sofreram as agruras de viver em uma sociedade definida pelo racismo. A obra pretende promover um debate sobre o tema da raça e do racismo a partir da perspectiva da história social. Focalizados em diferentes personagens, os textos revelam de que forma, ao longo do processo histórico, os problemas e relacionados ao racismo foram enfrentados em seus múltiplos sentidos, observando como diferentes marcas da cor, inscritas em diversas realidades e aspectos, produziam (e ainda produzem) distinções sociais, gerando essa violenta forma de opressão que subsiste, surpreendentemente, com tanta força no nosso país.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Introdução
Pretos, pardos e mulatos: cor e condição social no Brasil da segunda metade do século XVIII
“Infâmia dos mulatos” e “descendência de pretos”: impedimentos e ascensão acadêmica na Universidade de Coimbra (1700-1771)
“Africanos de pequena fortuna”: discussões sobre raça relativas aos africanos no Brasil, finais do século XIX
A beleza da raça: imagens de negros na imprensa ilustrada da Corte (1884-1886)
Teodoro Sampaio, “eminência parda” e a “cor não luzidia”: negócios da liberdade e racialização no tempo da abolição
“Tijolo mal queimado”: mestiçagem e democracia racial
Um líder da raça negra na Câmara dos Deputados. Racismo, tensões raciais e mobilização política na capital da república (1909-1910)
Músicos negros e racismo no mundo atlântico: o caso de Eduardo das Neves (1874-1919)
Conversa de boteco: o samba e o “lugar do negro” no Brasil do século XX
“Sou Negro”: raça e racismo na perspectiva do movimento negro contemporâneo
Posfácio
Sobre os autores