SciELO Livros

Editora da Unicamp

 

África, margens e oceanos: perspectivas de história social

Synopsis

Desde meados dos anos 2000, a produção africanista brasileira vem destacando-se no cenário internacional por suas contribuições originais. Este livro apresenta alguns desses aportes, tais como a ênfase na história social e o protagonismo de atores africanos. Ao mesmo tempo, destaca as referências intelectuais e os contornos sociais que demarcam a produção sobre história da África no Brasil, evidenciando a relevância dos estudos sobre o tráfico, o interesse pelas experiências dos escravizados e as demandas dos movimentos negros na sua constituição. Coloca em relevo também os diálogos estabelecidos com a historiografia africanista estrangeira, seja ela produzida em centros de pesquisa norte-americanos, europeus ou africanos. Além disso, explora os limites e alarga os horizontes das pesquisas realizadas no Brasil, chamando atenção para temas e cenários ainda pouco explorados, notadamente as conexões do Índico com a África, as Américas e a Ásia. Por fim, mas não menos importante, aborda questões relativas ao ensino de história da África, enfatizando sua relação com os estudos acadêmicos e com as políticas públicas de combate ao racismo no Brasil.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio: África e os “rios” Atlântico e Índico
Introdução: História e historiografia africana às margens do Atlântico e do Índico
Parte I – Histórias conectadas, trocas e contatos
1. A África e o Oceano Índico
2. Os circuitos de marfim na Índia e suas conexões transcontinentais nas redes afro-asiáticas
3. “Em todas as outras partes onde há cafres vindos do continente de Moçambique”: saberes, trocas culturais e comunidades africanas no Índico
4. Conectando sertões e oceanos: trânsitos intracontinentais, vulnerabilidade social e centros de poder na África Central (segunda metade do século XIX, com especial referência a Katanga)
Parte II – Trânsitos e deslocamentos
5. O Islã na África Atlântica: transformações no significado de comportamentos religiosos (séculos XVI-XVII)
6. Rotas, direções e etnicidade no tráfico de escravos entre o Brasil e a Costa da Mina no longo século XVIII
7. Intermediários africanos nas expedições britânicas ao Níger na primeira metade do XIX
8. A “nação Ketu” do candomblé em contexto histórico: subgrupos iorubás na Bahia oitocentista
Parte III – Protagonismo africano
9. O Laptot e a Signare: gênero, escravidão e liberdade (Senegal, século XIX)
10. O “método dos antepassados”: notas sobre a história dos sobados do Reino de Angola (séculos XVII e XVIII)
11. As mulheres e o acesso à propriedade em Benguela no século XIX
12. Ngodo e marrabenta: disputas, apropriações e ressignificações musicais no sul de Moçambique (1940-1975)
Parte IV – A história da África no Brasil: horizontes da pesquisa e do ensino
13. Palmares e a história da África no Brasil
14. De memórias e lutas cotidianas: a institucionalização do ensino de história da África no Brasil
15. Pós-Afrikas como experimento: formação de professores e produção de material didático em estudos africanos
16. Uma história única sobre o continente africano: o tráfico transatlântico nos livros didáticos
Sobre os autores