SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Medicina no Brasil imperial: clima, parasitas e patologia tropical

Synopsis

O livro guia o leitor pelos caminhos do pensamento médico brasileiro no século XIX e as origens da medicina tropical no país. Mais especificamente, fala da gênese da parasitologia helmintológica (estudo de vermes parasitas) e mostra como esse novo saber se legitimou e foi incorporado às práticas de diagnóstico, tratamento e profilaxia de doenças. Analisa as disputas em torno dessa legitimação, onde a helmintologia médica se confrontava com a climatologia - que associava as doenças às peculiaridades do clima e às características naturais do Brasil. Mostra como a helmintologia médica contribuiu para a corrosão da climatologia, embora esse processo tenha sido marcado tanto por rupturas como por continuidades, na medida em que, a princípio, não se tratava de saberes incomensuráveis. Como se lê desde o prefácio, "os inovadores não queriam vencer, mas convencer".

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio
Apresentação
1 - Clima e doença no contexto da medicina hospitalar
2 - Geografia médica e patologia tropical
3 - A helmintologia médica
4 - A sociogênese da helmintologia médica no Brasil
5 - A clínica, a higiene e a parasitologia na constituição da medicina tropical
Conclusão
Fontes e referências