Your browser doesn't support javascript.

SciELO Livros

SciELO Livros

Home > Pesquisa > (821)
Imprimir Exportar

Formato de exportação:



Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Esta página Sua seleção Todas as referências (max. 300)
|
Resultados 1 - 20 de 821
1.

A atuação política da Agência de Informação dos Estados Unidos no Brasil (1953-1964)

(eISBN:9788579837050)
Autor(es): Santomauro, Fernando
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: A Agência de Informação dos Estados Unidos (USIA), órgão criado pelo presidente norte-americano Dwight D. Eisenhower, foi a maior agência daquele país no exterior durante os anos 50 e 60, em número de funcionários e orçamento. No Brasil, a USIA chegou a ter mais de 60 postos locais espalhados por todo o país, fazendo constantes pesquisas qualitativas e quantitativas da opinião pública brasileira; produzindo materiais apócrifos para imprensa (jornais, rádios, TVs e cinema); organizando feiras e exposições; e promovendo intercâmbios educacionais, artísticos e culturais. Este livro se baseou, principalmente, nos arquivos do governo norte-americano e em entrevistas com ex-funcionários da USIA.
2.

O escorpião e o jaguar: o memorialismo prospectivo d’O Ateneu, de Raul Pompeia

(eISBN:9788579836725)
Autor(es): Sandanello, Franco Baptista
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: O presente livro tem por objeto de estudo o romance O Ateneu, de Raul Pompéia, publicado em 1888 em folhetim pela Gazeta de Notícias e, meses mais tarde, em volume, pela tipografia do mesmo jornal. Estuda-seaquio processo narrativo da obra a partir de uma discussão inicial de sua recepção crítica, em que se observam três tendências interpretativas distintas: uma primeira de viés biográfico, bastante comum até a década de 1940; uma segunda, de viés social, iniciada logo após a anterior, e continuada ainda hoje; e uma última, de viés revisionista, mais atual, pautada na análise de aspectos até então considerados acessórios pela crítica. Dentre estes aspectos, está o tratamento cada vez mais aprofundado da narração autodiegética e do memorialismo latente já no subtítulo do romance – “Crônica de saudades”. Para tanto, discute-se a seguir a natureza teórica da narrativa de memórias, levantando-se diversos textos de teoria da narrativa como embasamento teórico da exposição. Propõe-se, assim, o uso de uma terminologia que busca categorizar em três grandes grupos as narrativas de memórias, de acordo com sua orientação mais voltada para o passado da ação – “narrativa retrospectiva” –, para o presente da narração – “narrativa presentificativa” – ou para o processo de leitura e recepção das memórias – “narrativa prospectiva”. A análise posterior de diversos elementos da narração d’O Ateneu chega à conclusão de que o romance de Pompéia representa um exemplo acabado de “narrativa prospectiva”, em que o narrador manipula a infância vivida no internato para fazer-se de vítima do sistema, e, assim, reverter a lógica de opressão a que fora submetidono Ateneu.
3.

A relação entre o Estado e os sindicatos sob uma perspectiva territorial

(eISBN:9788568334676)
Autor(es): Paula, Amir El Hakim de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: "As organizações de trabalhadores passaram por importantes transformações no início do século XX, quando o Estado brasileiro deixou de se pautar por uma lógica liberal e assumiu uma perspectiva corporativa. Este livro mobiliza conceitos geográficos para analisar como os sindicatos organizavam suas ações territoriais e de que maneira o Estado interferia nelas. O período estudado contempla uma mudança na relação dos mecanismos estatais nas entidades dos trabalhadores, sendo que se no início do século tratava essencialmente de reprimir as manifestações operárias, por volta da década de 1930 influía diretamente na organização classista, com o fim da pluralidade sindical e o estabelecimento de uma ação sindical única, por exemplo. A relação entre o Estado e os sindicatos sob uma perspectiva territorial nos fornece, assim, um estudo aprofundado das conformações do sindicalismo no início do século XX e apresenta uma contribuição significativa de como a Geografia pode ser apropriada para o estudo dos movimentos sociais."
4.

Realismo e violência na literatura contemporânea: os contos de Famílias terrivelmente felizes, de Marçal Aquino

(eISBN:9788579837005)
Autor(es): Mendes, Fábio Marques
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: Este livro, fruto da dissertação de mestrado do autor, busca compreender a ficção brasileira contemporânea considerando a história político-social da nação, no período que vai do fim da ditadura militar à sua redemocratização. Assim, Fábio Mendes propõe uma análise crítica dos contos de Famílias terrivelmente felizes, escritos por Marçal Aquino, identificando uma linguagem da violência que perpassa a articulação de temas e motivos, a constituição dos narradores, a caracterização das personagens e a materialidade dos textos. Quanto ao conteúdo, essa violência estaria ajustada às imagens da morte, seja de modo predominante ou incidental, física, psicológica, social e simbólica, traços de uma sociedade brasileira autoritária e matéria-prima da linha de produção do novo realismo. Nestes termos, a ironia aparece como o principal elemento constitutivo das narrativas de Aquino, articulando a violência de modo que o leitor seja atraído para o mundo do texto literário e incorpore sua mensagem, consciente ou inconscientemente, em seu modo de vida.
5.

Geografia das telecomunicações no Brasil

(eISBN:9788579836701)
Autor(es): Silva, Paulo Fernando Jurado da
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: O livro trata da telecomunicação no Brasil, abordando inicialmente o desenvolvimento dos estudos da área em nosso país para, só então, inserir o problema de pesquisa da obra, que consiste em relacionar o estudo das telecomunicações com sua compreensão por meio de três pilares de sustentação: a telefonia celular, a internet e a televisão.
6.

Sujeitos da história do ensino de leitura e escrita no Brasil

(eISBN:9788568334362)
Organizador(es): Mortatti, Maria do Rosário L.; Bertoletti, Estela N. M.; Oliveira, Fernando R. de; Mello, Márcia C. de Oliveira; Trevisan, Thabatha A.
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2014
Sinopse: Interrogar sobre o passado de uma das principais atividades educativas na escolarização inicial de crianças – o ensino de leitura e escrita – é o objetivo central desta obra. Entre as várias contribuições relevantes do livro, uma coletânea de 14 ensaios que abrangem mais de um século, da década de 1870 aos dias atuais, sobressai-se a importância da própria temática para a compreensão da cultura escolar. Os estudos põem em destaque cartilhas, livros de leitura, manuais, textos, artigos publicados em jornais e periódicos, polêmicas em torno dos métodos de ensino e a atuação de quem produziu e problematizou sobre o ensino de leitura e escrita no país. Estão contemplados tanto os interesses econômicos e comerciais subjacentes à produção de materiais para esse ensino quanto as tensões políticas que envolveram as disputas dos educadores, o que permite ao leitor aproximar-se das tematizações, concretizações e normatizações que ao longo do tempo pautaram o debate político e pedagógico sobre a alfabetização no Brasil. O primeiro texto da coletânea trata do método de alfabetização de Thomaz Paulo de Bom Sucesso Galhardo, autor da Cartilha da infância, publicada entre a década de 1880 e o ano de 1992. Seguem-se estudos sobre as experiências de Antonio da Silva Jardim (1860-1891), João Köpke (1852-1926), Ramon Roca Dordal (1854-1938) e Carlos Alberto Gomes Cardim (1875-1938), Arnaldo de Oliveira Barreto (1869-1925), Francisco Vianna (1876-1935), Theodoro de Moraes (1877-1956), Antonio Firmino Proença (1880-1946), Renato Fleury (1895-1980), Lourenço Filho (1897-1970), Antônio D’Ávila (1903-1989), Bárbara V. de Carvalho (1915-2008), Emilia Ferreiro (1935) e João Wanderley Geraldi (1946).
7.

Uma trajetória da Arquivística a partir da Análise do Discurso: inflexões histórico-conceituais

(eISBN:9788579836619)
Autor(es): Barros, Thiago Henrique Bragato
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: Neste livro considerou-se a Análise do Discurso uma disciplina que apresenta princípios metodológicos capazes de contribuir para a compreensão e delimitação de campos científicos e sociais, pois é por meio do jogo de enunciados, permeado por posições ideológicas colocadas em jogo no processo histórico social, que o texto (oral e escrito) é produzido, ou seja, a Arquivística relaciona-se com formações discursivas e formações ideológicas e estão relacionadas ao seu processo de construção histórica. Assim, propõe-se a apresentação de elementos histórico-conceituais que ressaltem as diferenças e semelhanças entre a esfera teórica e a esfera institucional na Arquivística. O problema configurou-se em buscar sistematizar e identificar o discurso institucional e a teoria Arquivística, construindo um paralelo histórico entre o percurso da área em tradições cruciais para a prática e a teoria Arquivística na atualidade. Por meio da análise das práticas teóricas e profissionais a respeito da representação Arquivística na atualidade pelos autores de três correntes selecionadas (brasileira, canadense e espanhola) e como os mesmos são trabalhados nas instituições Arquivísticas federais destes países. Deste modo, objetivou-se por meio do quadro teórico-metodológico da Análise do Discurso compreender como se comportam, se constroem e se desenvolvem esses conceitos na Arquivística, visando a uma possível sistematização conceitual e discursiva da disciplina. Esta análise acorreu em primeira instância a partir de uma análise teórico-histórica das tradições e em segunda instância atores específicos e fundamentais, no caso teórico e das instituições Arquivísticas que centralizam e demarcam o campo de atuação dos arquivistas no caso, os Arquivos Nacionais ou gerais. Chegou-se a delimitação de possíveis formações discursivas na Arquivística uma relacionada ao “tradicionalismo” e outra ao “reformismo”. Conclui-se que a Arquivística possui formações discursivas complexas construídas ao longo de sua trajetória institucional e teórica
8.

O coronel e o lobisomem nas veredas da literatura regionalista brasileira

(eISBN:9788579836756)
Autor(es): Moreno, Naiara Alberti
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: Este trabalho apresenta uma leitura do romance O coronel e o lobisomem, publicado em 1964, pelo escritor brasileiro José Cândido de Carvalho. Ao problematizar o conceito de regionalismo literário, busca-se averiguar em que medida é possível aproximar essa obra da chamada tendência super-regionalista, a fim de determinar o lugar que ocupa tanto na produção do autor, quanto no conjunto da literatura regionalista brasileira. O estudo da categoria crítica do super-regionalismo convoca a compreensão de outros conceitos, como o de transculturação narrativa, que também serão dimensionados no sentido de contribuir para uma leitura da narrativa regionalista em sua dimensão insólita. A partir disso, propõe-se um delineamento dos procedimentos formais e dos eixos temáticos mobilizados pelo autor na composição de seu romance, de modo a contribuir para a revisão de sua fortuna crítica, bem como ampliar a compreensão dos paradigmas que orientam tal momento, ainda pouco estudado de maneira sistemática, do regionalismo literário brasileiro.
9.

Ética profissional na tradução assistida por sistemas de memórias

(eISBN:9788568334461)
Autor(es): Stupiello, Érika Nogueira de Andrade
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2014
Sinopse: Érika Nogueira de Andrade Stupiello faz aqui um convite à reflexão sobre o envolvimento do tradutor com seu trabalho, o papel desse profissional na atualidade e, principalmente, as consequências do emprego de tecnologias na tradução de textos. Ela enfatiza três sistemas de armazenamento de memória de tradução – Trados, Transit e Wordfast –, analisando os principais atributos de cada sistema e concentrando-se nas implicações de seu uso. Os sistemas apresentam vantagens e desvantagens bastante comentadas pela literatura sobre tradução. Embora possibilitem maior controle e padronização de terminologia e fraseologia, aumento da velocidade de trabalho, constituição do próprio banco de dados, eles reduzem o espaço para escolhas do tradutor, incentivam o uso instrumental das línguas para aumentar o reaproveitamento, impedem remuneração de material recuperado pelo sistema. Ao lembrar que os sistemas de memória não têm como objetivo eliminar a intervenção humana durante o processo de tradução nem destinar ao tradutor o papel de mero pós-editor de textos, a autora pontua questões práticas e teóricas, especialmente as relacionadas à ética profissional, que emergem com sua utilização. Uma destas questões refere-se eventual esquecimento do caráter humano envolvido na tradução, em meio à vertiginosa circulação eletrônica de textos. A obra também aborda tópicos delicados, como o compartilhamento de memórias, neste caso sob três perspectivas: a do cliente, a das agências de tradução e a do próprio tradutor. Traz à tona ainda as discussões sobre a pulverização da responsabilidade do tradutor em grandes projetos e as questões éticas envolvidas no intercâmbio de memórias, além da questão financeira e da polêmica sobre a propriedade intelectual, contexto que sugere, para o futuro, a possibilidade reestruturação na remuneração do tradutor e da prática de reutilização de memórias.
10.

Conceptos introductorios al estudio de la información documental

(eISBN:9788523211691)
Autor(es): Gonzalez, José Antonio Moreiro
Editora: EDUFBA
Idioma(s): Espanhol
Ano: 2005
Sinopse: Como o próprio título sugere, trata-se de uma obra que visa fundamentar teorias para os campos da Ciência da Informação - Bibilioteconomia e Documentação. O autor José Antônio Moreiro Gomez, um dos mestres da Universidad Carlos III em Madrid, capital espanhola, parte do princípio de que estes campos não podem se explicar, exclusivamente, através do caráter técnico-prático necessitando, assim, de conceitos introdutórios para um funcionamento mais adequado. Assim sendo, a obra tem como finalidade iniciar estudantes e estudiosos na compreensão da natureza da informação e seu processamento, assim como das disciplinas que tratam deste tema.
11.

Prisões e punição no Brasil contemporâneo

(eISBN:9788523212230)
Organizador(es): Lourenço, Luiz Cláudio; Rocha, Gerder Luiz
Editora: EDUFBA
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: A obra tem como objetivo esboçar um panorama sobre as dinâmicas punitivas e as prisões no Brasil contemporâneo, um tema que, de acordo com os organizadores, recebe pouca atenção midiática, ficando, as mazelas que a aplicação da pena de prisão pode causar à sociedade, às margens da discussão pública. Os textos apresentados foram escritos por investigadores com diferentes formações e perspectivas analíticas, o que enriqueceu a análise do sistema prisional brasileiro.
12.

Os parasitas de ovinos

(eISBN:9788568334423)
Autor(es): Amarante, Alessandro Francisco Talamini do
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2014
Sinopse: Ilustrado, este livro apresenta informações sobre as principais parasitoses que acometem ovinos criados no Brasil, com o objetivo fornecer subsídios para a elaboração de estratégias de profilaxia das enfermidades decorrentes desse tipo de contaminação. Baseada em estudos realizados no Brasil e no exterior, a obra reproduz e comenta também resultados de dissertações e teses elaboradas por estudantes de pós-graduação da Unesp de Botucatu. De acordo com os autores, a verminose causada por nematódeos gastrintestinais constitui o principal problema sanitário dos rebanhos ovinos, animais que podem ser contaminados simultaneamente por várias das inúmeras espécies do parasita. A ocorrência de cada espécie, explicam, relaciona se com fatores como a frequência de tratamentos com anti-helmíntico, o manejo e as condições ambientais. No Sul do Brasil, por exemplo, as temperaturas baixas do inverno favorecem a ocorrência de Ostertagia (Teladorsagia spp.) circumcincta, espécie que não tem sido registrada em ovinos criados em outras regiões. Em todo o país predominam a H. contortus (durante o verão), além da Trichostrongylus spp. e O. circumcincta que incidem nos meses mais frios.
13.

Representações culturais da América indígena

(eISBN:9788579836299)
Organizador(es): Portugal, Ana Raquel; Hurtado, Liliana Regalado de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: "Esta obra discute a construção da narrativa histórica dos povos indígenas, refletindo sobre seu vínculo tenso e permanente com a perspectiva do Ocidente. Essa relação levou historiadores, antropólogos e linguistas, a partir de diferentes perspectivas e com diferentes tipos de fontes, a remexer nos discursos contidos nos testemunhos para encontrar o tradicional e o novo, o permanente e o que mudou nas representações e na identidade de nossas populações nativas, enfatizando sua contribuição cultural e social à configuração de nossas sociedades modernas e contemporâneas. Nos dez ensaios que compõem este livro, os autores recorrem a fontes documentais – iconografias, crônicas, filmes, registros orais – e à historiografia para abordar diferentes temas relativos à representação cultural dos grupos indígenas."
14.

Programa de aceleração do crescimento (PAC): neodesenvolvimentismo?

(eISBN:9788579837432)
Autor(es): Jardim, Maria Chaves; Silva, Márcio Rogério
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: Fugindo de leituras ideologizantes e abstratas, este livro aborda as novas relações entre Estado e mercado no Brasil contemporâneo, principalmente durante o governo Lula, tendo como objeto empírico o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e suas diversas nuanças, como o papel do PAC durante a crise de 2008, a geração de novos postos de trabalho, a inclusão social pelas finanças e a introdução de infraestrutura e serviços por meio de parcerias entre entidades públicas e privadas.
15.

Tempo de acampamento

(eISBN:9788568334355)
Autor(es): Loera, Nashieli Rangel
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2014
Sinopse: Segundo livro de Nashieli Rangel Loera sobre o tema, Tempo de acampamento conduzo leitor através do mundo das ocupações, retratando a vida, experiências e objetivos de homens e mulheres que decidem conquistar um pedaço de terra no Brasil por meio dos movimentos populares organizados. Como metodologia, a autora optou por acompanhar no campo a trajetória de duas famílias, avaliando-as segundo as categorias nativas para compreender o significado que conferem às suas próprias experiências: tempo de acampamento,tempo de barraco, tempo de luta e tempo de reforma. Rangel Loera, porém, acompanhou, simultaneamente, o percurso de outros tantos homens e mulheres, a maior parte entre 2002 e 2009, desde os seus primeiros acampamentos. Quando encerrou o trabalho de campo, ela constatou que muitos dos seus interlocutores continuavam a vida peregrina e passou a questionar sobre que outros motivos, além do projeto de “pegar um pedaço de terra”, levariam aquelas pessoas para o mundo das ocupações. Muitos dos integrantes dos movimentos, a autora pontua, almejam também “manter os filhos junto deles” e principalmente “tirá-los da violência da cidade”, enquanto outros buscam um novo sentido para a vida esgarçada e a possibilidade de reconstruí-la. No trajeto até a eventual concretização do sonho as famílias mudam várias vezes de acampamento, voltam para a cidade e retornam, em poucos meses, para as ocupações, desenhando um trajeto caótico de sofrimento, perdas e obrigações cumpridas.
16.

Regionalismo na América do Sul: um novo esquema de análise e a experiência do Mercosul

(eISBN:9788579837043)
Autor(es): Mariano, Karina Lilia Pasquariello
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: As tradicionais teorias de integração regional são adequadas para compreender as experiências de regionalismo não-europeias? Essa pergunta orientou a análise deste livro, que discute a partir delas, um esquema analítico para a avaliação das experiências integracionistas envolvendo países sul-americanos, buscando melhor entender esses fenômenos na região. A verificação da validade desse esquema e de seus indicadores é feita a partir de duas análises distintas, ainda que complementares: a compreensão geral do Mercosul, enfatizando o seu desenvolvimento institucional e os desdobramentos de sua existência; e a experiência de criação de uma instância parlamentar regional, o Parlasul.
17.

Os sentidos da casa própria: condomínios horizontais populares fechados e novas práticas espaciais em Presidente Prudente e São Carlos

(eISBN:9788579837098)
Autor(es): Oliveira, Viviane Fernanda de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: Os autores analisaram a evolução do instituto desde sua criação e a repercussão nas relações entre médicos, pacientes e familiares. A importância da obra está na insegurança jurídica dos profissionais de saúde que lidam com situações de terminalidade, pois a legislação pátria não regulamenta as Diretivas Antecipadas de Vontade.
18.

Baixada Santista: uma contribuição à análise geoambiental

(eISBN:9788568334553)
Organizador(es): Cunha, Cenira Maria Lupinacci da; Oliveira, Regina Célia de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: "Os ambientes litorâneos foram os primeiros ocupados pelo homem europeu no Brasil e apresentam, nos dias atuais, elevados índices de urbanização.Tais ambientes possuem elevado grau de suscetibilidade ambiental devido as suas características intrínsecas, tais como propriedades litológicas, hidrológicas, geomorfológicas, climáticas e biogeográficas. É neste contexto que se insere a região litorânea do estado de São Paulo, na qual a intensa atividade turística, os portos, as indústrias e o desenvolvimento urbano, associados a sua fragilidade, geram um alto grau de alteração. Na Baixada Santista, localizada no setor central do litoral do estado, a problemática principal relaciona-se à urbanização sobre os terrenos planos e inconsistentes da planície quaternária e sobre as vertentes íngremes dos Morros Isolados. Assim, têm-se problemas relacionados a enchentes, movimentos de massa nas encostas e instabilidade das fundações das construções. Diante desse cenário, os projetos de planejamento devem considerar que a qualidade de vida de moradores e turistas depende de ações adequadas, fundamentadas em bases sólidas de conhecimento, visando à conservação e manutenção das características ambientais. Os estudos que integram esta obra investigam as interações entre as características físicas da Baixada Santista e a ocupação desses terrenos. Ao analisar tais interações, busca-se realizar um diagnóstico das condições ambientais da Baixada Santista, apontando problemáticas ambientais municipais a serem gerenciadas pelo poder público nos processos de planejamento."
19.

O conceito de imitação na ópera francesa do século XVIII

(eISBN:9788579836633)
Autor(es): Lopes, Rodrigo
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: "Este livro estuda o conceito de imitação na ópera francesa do século XVIII. Para tal, observou-se que o conceito de imitação foi muito forte na orientação das artes e da ópera até o século XVIII. A França, nessa época, demorou mais tempo para se distanciar das regras das teorias imitativas do que países como a Itália e a Inglaterra, que já se conduziam por outros paradigmas na orientação das artes, e aqui buscpu-se, no que diz respeito à nação francesa, traçar um panorama dos seus usos e das suas transformações no decorrer desse século. As teorias imitativas foram observadas na ópera quanto ao sentido estético-musical e ao modo como os seus conceitos eram tratados em meio às reflexões filosóficas do chamado “Século das Luzes”. "
20.

Luciano Berio: legado e atualidade

(eISBN:9788568334645)
Organizador(es): Menezes, Flo
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2015
Sinopse: "Em maio de 2003, falecia um dos maiores músicos de todos os tempos e um dos protagonistas da vanguarda musical da chamada geração pós-weberniana: o compositor italiano Luciano Berio. Em 2013, na efeméride de 10 anos de sua morte, foi organizado o Simpósio “Berio: 10 anos depois...”. Levando a público oito conferências, uma mesa-redonda e três concertos, o evento consistiu num profundo mergulho em aspectos os mais diversos da obra desse gigante da história da música, num dos raros eventos acadêmicos que transcorreram num ambiente caracterizado ao mesmo tempo por um forte cunho científico e por um grande prazer estético, como atestou seu enorme sucesso de público. Este volume reúne os textos de todas as conferências e da mesa-redonda desse Simpósio. Quando o tempo permitiu, seguiram-se às conferências debates entre os presentes, de extensões muito variadas, mas de toda forma igualmente presentes aqui. Além disso, o livro conta com textos de eminentes personalidades próximas a Berio: um sobre o jovem Berio, do grande musicólogo italiano Enzo Restagno; e outro, a título de contribuição post-mortem, de um de seus mais próximos companheiros de viagem: nada mais, nada menos que Umberto Eco."
Resultados 1 - 20 de 821