SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

A democracia inconclusa: um estudo da reforma sanitária brasileira

Synopsis

Trata do papel dos movimentos sociais em saúde no processo de reformulação da política de saúde, plasmado na Constituição de 1988 e denominado de Reforma Sanitária brasileira. Os percalços da sua implementação são analisados no contexto do processo de democratização do País ocorrido nos últimos 10 anos. A autora contribui para a interpretação da problemática da saúde no Brasil contemporâneo, sem a qual não se pode falar em democracia e cidadania. Através da leitura deste trabalho, os cientistas políticos e os profissionais de saúde poderão refletir acerca do lugar que ocupam no sistema e nos serviços de saúde, bem como das articulações de suas representações com a política de saúde.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio
Apresentação
1. A Construção da Democracia: algumas questões históricas e teóricas
2. O Processo de Reformulação do Setor Saúde: os atores, as estratégias e o papel dos organismos estatais
3. Os Movimentos Sociais em Saúde: questões teórico-metodológicas para sua abordagem
4. O Movimento Popular em Saúde
5. O Movimento Médico: composição e trajetória
6. O Processo de Implementação da Reforma Sanitária
7. A Descentralização do Sistema de Saúde
8. Os Conselhos de Saúde
Conclusão
Referências bibliográficas