SciELO Livros

Editora UnB

 

Dois ensaios sobre utopia

Synopsis

O tema da utopia continua atual e merece reflexão renovada. Este livro propõe interpretações originais e oportunas do clássico de Thomas More. No primeiro ensaio, a análise da estrutura narrativa da obra como peça literária, encenada por vários personagens, entre os quais quatro narradores, permite concluir que, por meio da dialética dos diálogos e do confronto entre os personagens, Utopia, em vez de elaborar uma demonstração linear, não sugere receitas prontas para serem aplicadas. Deixa espaço para o dissenso. Ser ficção é uma vantagem, que atenua a “distopia” presente no livro de More – “distopia” manifesta na organização totalitária de uma sociedade que se quer transparente para si mesma e onde não há divisão entre o público e o privado. Ela se evidencia também, como defende o segundo ensaio, na ordem internacional unidimensional, unilateral, em que as regras são impostas por um só ordenador do mundo, autossuficiente e todo-poderoso intérprete do bem, que se crê detentor dos valores da civilização.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Utopia é ficção: em torno do livro de Thomas More
A Utopia é um império: as relações entre os povos na obra clássica de More