SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Uma história das leishmanioses no novo mundo: fins do século XIX aos anos 1960

Synopsis

O título detalha a extensa trajetória dos estudos sobre as leishmanioses (doença infecciosa causada por parasitas protozoários) no Brasil, englobando a descoberta de seus agentes etiológicos, as diversas espécies de leishmanias associadas às diferentes formas clínicas da doença, seus hospedeiros reservatórios e os flebotomíneos vetores. A obra aborda também aspectos da epidemiologia e ações de controle implantadas em contextos sociopolíticos e momentos diversos. Doenças desafiadoras à compreensão biológica e epidemiológica, as leishmanioses sempre despertaram paixões entre os diversos pesquisadores que a elas se dedicaram, além de levantarem dilemas sobre o controle eficaz e as formas de tratamento. Classificadas em três tipos principais (cutânea, mucocutânea e visceral), as leishmanioses continuam a representar um importante problema de saúde pública, no Brasil, nas Américas e em diversas áreas do Velho Mundo. “A leishmaniose visceral foi controlada no Brasil, mas momentaneamente. Hoje apresenta elevada incidência e vasta distribuição, adquirindo formas graves e letais quando associada à má nutrição e a infecções concomitantes como a Aids. Grandes empreendimentos no interior do país após o golpe civil-militar de 1964 contribuíram para a transformação das leishmanioses cutânea e mucocutânea num problema mais grave também, especialmente na região amazônica”, revela Jaime Benchimol, na apresentação do livro.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio
Apresentação
Capítulo 1 — Leishmaniose Tegumentar Americana: gênese e consolidação de um conceito
Capítulo 2 — A antiguidade da leishmaniose americana
Capítulo 3 — As leishmanioses e seus vetores: construção e circulação de conhecimentos em escala global
Capítulo 4 — Samuel Pessôa e a Comissão de Estudos da Leishmaniose em São Paulo (1939-1944)
Capítulo 5 — Evandro Chagas e a Leishmaniose Visceral Americana (1934-1940)
Capítulo 6 — Conexões internacionais: leishmaniose visceral na Ásia e no Mediterrâneo
Capítulo 7 — Leishmanioses e outras endemias nos anos 1940 e 1950: políticas e instituições
Capítulo 8 — A epidemia de calazar no Nordeste
Capítulo 9 — O alastramento das ações contra as leishmanioses e outras endemias no Brasil
Referências documentais e bibliográficas