SciELO Livros

EDUEM

 

De Cuba a Tenochtitlán. A busca dos ‘segredos da terra’. Estudo da trajetória de Fernando Cortés no México (de 18 de fevereiro a 8 de novembro de 1519)

Synopsis

Neste trabalho foi feita uma opção de centralizar o tema a ser discutido – a Conquista do Império Asteca - no acompanhamento das ações de Fernando Cortés, desde a sua saída de Cuba, a 18 de fevereiro de 1519, até a ocupação de Tenochtitlán, em 8 de novembro de 1519. Para esta análise foram privilegiadas as informações prestadas pelo próprio conquistador, particularmente as contidas em suas Cartas de Relação, dirigidas ao Rei, relatos paralelos de cronistas da época, e bibliografia que aborda o tema. A ação de Cortés deve ser entendida desenvolvendo-se em direção às autoridades coloniais, aos seus homens e aos nativos insatisfeitos com o Império Asteca e de Carlos V, Rei da Espanha. Para obter o que pretendia, Cortés oferecia a cada uma dessas frentes o que parecia ser seu centro de interesse, num exercício complexo de convencimento, que foi chamado de ‘estratégia de sedução’. Entre as questões abordadas estão o projeto de Cortés de conhecer as novas terras: a ligação que promoveu diretamente com a Metrópole, desqualificando as autoridades cubanas e se apresentando como vassalo ideal e fiel; a organização da empresa conquistadora em buscar conhecer os ‘segredos’ da terra, a partir dos aspectos legais, diplomáticos, religiosos e militares; na fundação de Vera Cruz, enquanto ponto de apoio do processo conquistador, e no desvendamento dos ‘segredos’ da terra, em suas particularidades.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio
Introdução
1 - O projeto de Cortés
2 - Conflitos de autoridade. Cortés entre o poder real e o poder local
3 - A organização da empresa de Cortés
4 - Em busca dos ‘segredos da terra'
5 - A criação de Vila Rica de Veracruz como ponto de apoio para a conquista. o rompimento com Velázquez
6 - As descobertas de ‘segredos da terra’
Considerações finais
Referências