SciELO Livros

Editora UFABC

 

Companheiros servidores: o sindicalismo do setor público na CUT

Synopsis

Nos anos 1990s, quando as reformas estruturais entraram na agenda política nacional, a oposição da CUT à mudança do regime previdenciário brasileiro foi explicada como resultado do poder dos sindicatos do setor público sobre as decisões da central que os abrigava. Assim, o “corporativismo” dos sindicatos de servidores públicos seria o principal responsável pela paralisação da reforma da previdência pública. Contrário a tal interpretação - e apoiado em cuidadosa pesquisa - Sidney Jard mostra uma realidade bem mais complexa. Ao manejar um conjunto expressivo de dados, identifica a importância das lideranças sindicais da área pública na CUT. Demonstra, também, que os companheiros servidores estavam bem mais divididos do que se supunha - e alguns se revelavam mais dispostos a discutir com o governo os termos da reforma do que a ela se opor frontalmente.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales Preview PDF
Apresentação Preview PDF
Capítulo 1 - Sindicalismo no setor público Preview PDF
Capítulo 2 - Expansão do sindicalismo do setor público na CUT Preview PDF
Capítulo 3 - Da I CONCLAT ao VI CONCUT Preview PDF
Capítulo 4 - A CUT e a reforma da previdência Preview PDF
Considerações finais Preview PDF
Referências bibliográficas Preview PDF
Entrevistas de pesquisa Preview PDF
Creative Commons License All the contents of this work, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-Non Commercial-ShareAlike 3.0 Unported.