SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Estigma e saúde

Synopsis

Estigma é definido como um atributo negativo ou depreciativo, que torna o sujeito diferente, diminuído ou possuidor de uma desvantagem. Mas o problema vai além: o estigma é também um dos processos sociais que reduzem o acesso à saúde por parte dos indivíduos e grupos afetados. No caso da Aids e do sofrimento mental, o estigma é, reconhecidamente, um dos maiores empecilhos aos avanços das políticas e ações que buscam garantir os direitos de seus portadores à dignidade e à cidadania. Aprofundar a análise dessas questões é o objetivo desta coletânea, que reúne dez capítulos, assinados por autores brasileiros e norte-americanos. Eles fazem alertas sobre os meandros da estigmatização e as formas de eliminá-la, buscando conexões entre as pesquisas acadêmicas e as práticas dos serviços de saúde.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio
Apresentação
1. Interseções entre Estigma, Preconceito e Discriminação na Saúde Pública Mundial
2. Discriminação, Violência Simbólica e a Estratégia Saúde da Família: reflexões a partir do texto de Richard Parker
3. A Produção Acadêmica Recente sobre Estigma, Discriminação, Saúde e Aids no Brasil
4. Ciência e Sociedade na Produção e Reprodução de Estigmas e Discriminação
5. Da Persistência das Metáforas: estigma e discriminação & HIV/Aids
6. Fragilidades Teórico-Metodológicas na Produção Acadêmica Brasileira sobre Estigma em Aids
7. Aspectos Conceituais e Metodológicos das Relações entre Discriminação e Saúde em Estudos Epidemiológicos
8. Epidemiologia e Ciências Sociais e Humanas: discutindo a relação
9. Discriminação, Políticas e Direitos Sexuais no Brasil
10. Estigma e Vulnerabilidade em Saúde Indígena: a prática mbyá do ‘esperar troquinho’ no centro de Porto Alegre, RS
11. Estigma e Preconceito: um animal ou dois?