SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Teoria da Reforma Sanitária: diálogos críticos

Synopsis

Esta coletânea de textos organizada por Sonia Fleury retoma o debate sobre a Reforma Sanitária quando o Sistema Único de Saúde (SUS) completa 30 anos. Teoria da Reforma Sanitária - diálogos crí­ticos cumpre sua proposta: provoca a discussão e busca entender os caminhos trilhados a partir da conquista da incorporação do direito universal à saúde na Constituição de 1988, sem que tenha havido a necessária radicalização da democracia. Num esforço de superar a fragmentação da produção na área da saúde coletiva, autores de formações diversas foram convidados ao debate. Estão ali artigos que falam por si mesmos e expõem diversidade e controvérsias. "A indagação sobre a sustentabilidade e resiliência do projeto da Reforma Sanitária Brasileira em conjuntura tão adversa, assim como sobre as possibilidades de criação de consensos mí­nimos para a articular uma nova coalização reformista, não estão ausentes dos textos desta coletâne", afirma Sonia Fleury, na apresentação. "No entanto, temos certeza de que a reorganização das forças de sustentação de um projeto universal e radicalmente democrático é a tarefa histórica que se coloca neste momento", conclui. O livro traz artigos da organizadora Sonia Fleury, doutora em ciência política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro; do doutor em saúde pública professor e titular em polí­tica de saúde do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Jairnilson Paim; do doutor em serviço social e professor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) André Vianna Dantas; do doutor em ciência polí­tica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Ronaldo Teodoro; da doutora em Políticas Sociais e Comunitárias pela Universidade Autônoma de Barcelona (Igop/UAB), Maria Gabriela Monteiro; e do mestre em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP) Thiago Henrique dos Santos Silva.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Apresentação
1. Reforma Sanitária: múltiplas leituras, diálogos e controvérsias
2. Revisitar a teoria e a utopia da reforma sanitária
3. Reforma Sanitária Brasileira: expressão ou reprodução da revolução passiva?
4. Sujeitos da antítese e os desafios da práxis da Reforma Sanitária Brasileira
5. A questão democrática e a Reforma Sanitária Brasileira: um debate tático e estratégico
6. A Teoria Sanitária e o momento corporativo: a crítica de um desafio não superado
7. Dilemas públicos e demandas corporativas: a Reforma Sanitária e a ação sindical
8. As mudanças de direção nas políticas públicas: atores e estratégias ocultas na implementação do Sistema Único de Saúde
9. Entre o consenso e o minotauro da saúde: um balanço da estratégia da Reforma Sanitária Brasileira