SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Subjetividade, gestão e cuidado em saúde: abordagens da psicossociologia

Synopsis

Os valores dominantes na atualidade – onde os laços sociais se enfraquecem e o domínio privado recrudesce em detrimento do público – parecem seguir na contramão dos princípios da Reforma Sanitária, o que coloca um imenso desafio para o campo da saúde coletiva. Para fazer face a esse processo em curso de descuido com as pessoas e valorização exagerada da racionalidade, autores propõem uma abordagem diferenciada de pesquisa e intervenção, apresentada neste livro. Trata-se de um caminho de investigação que vem sendo trilhado pelas organizadoras da coletânea e que articula três eixos: a abordagem da psicossociologia francesa sobre as organizações e a sociedade (de Eugène Enriquez e André Lévy); a teoria psicanalítica sobre os processos intersubjetivos e grupais (de René Kaës); e a psicodinâmica do trabalho (de Christophe Dejours). O livro está dividido em duas partes. A primeira traz uma discussão teórico-conceitual e se encerra com a exposição de bases metodológicas para a abordagem proposta. Analisam-se as possibilidades de mudança no cuidado e na gestão, pautadas pela valorização da subjetividade, pela capacidade de escuta, pelos espaços de diálogo e troca e pela inventividade no cotidiano do trabalho. Já a segunda parte reúne estudos empíricos e exemplos de intervenções. São pesquisas e/ou ações em hospitais, em serviços de atenção psicossocial, em uma unidade de saúde da família e em um serviço especializado de oncologia pediátrica, além de uma intervenção clínica psicossociológica em um curso de gestão da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz).

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio
Apresentação
1. Subjetividade e Gestão: explorando as articulações psicossociais no trabalho gerencial e no trabalho em saúde
2. A Sociedade Contemporânea e as Possibilidades de Construção de Projetos Coletivos e de Produção do Cuidado nos Serviços de Saúde
3. Reconhecimentos e Resistência nas Sociedades Contemporâneas
4. Criatividade e Trabalho em Saúde: contribuições da teoria winnicottiana
5. O Profissional da Saúde como Sujeito, Sofrimento no Trabalho e Gestão
6. A Abordagem de Narrativas de Vida como um Caminho de Pesquisa em Saúde
7. Por uma Abordagem Clínica Psicossociológica de Pesquisa e Intervenção em Saúde Coletiva
8. A Psicossociologia Francesa como Abordagem Teórico-Metodológica para Pesquisas em Serviços de Saúde
9. O Imaginário Organizacional e o Cuidado Possível em um Hospital Público de Emergência
10. A Dinâmica do Trabalho em Saúde Mental: contribuições da psicossociologia francesa
11. A Cooperação Prescrita e a Cooperação Possível: vicissitudes do trabalho em equipe em uma unidade de saúde da família
12. Laboratório de Práticas Gerenciais: por um dispositivo grupal de formação em gestão hospitalar voltado para os sentidos do trabalho gerencial
13. Avaliação Psicossociológica de uma Estratégia de Humanização do Tratamento do Câncer Infanto-Juvenil: o Aquário Carioca
14. O Acompanhamento do Cuidado na Emergência de um Hospital Universitário: um dispositivo de intervenção nas práticas em saúde