SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Loucos e degenerados: uma genealogia da psiquiatria ampliada

Synopsis

É crescente a lista de problemas que se transformaram em objeto de intervenção da psiquiatria: tristeza profunda, estado de angústia, dificuldade de aprendizagem e sentimento de fracasso - conflitos da vida social são agora pensados em termos médicos e tratados com medicamentos, o que pode ter consequências prejudiciais. Numa perspectiva crítica, a autora deste livro foi buscar na história os elementos que ajudam a entender como se naturalizaram essas explicações biológicas - e reducionistas - para as mazelas humanas, expandindo a psiquiatria e tornando-a uma estratégia biopolítica, segundo o referencial teórico de Michel Foucault. Sandra Caponi, doutora em filosofia e professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), discute, em especial, o desenvolvimento da teoria da degeneração, conceito originário da história natural e aplicado à medicina. “Assim, a transformação epistemológica que permitiu, na segunda metade do século XIX, que a psiquiatria expandisse seu espaço de intervenção para a quase totalidade dos assuntos humanos parece persistir - ainda que profundamente transfigurada - nos atuais esforços para consolidar uma psiquiatria ampliada que se relaciona com a medicalização do não patológico”, resume.