SciELO Livros

Editora UNESP

 

A democracia impressa: transição do campo jornalístico e do político e a cassação do PCB nas páginas da grande imprensa, 1945-1948

Synopsis

A democracia impressa: transição do campo jornalístico e do político e a cassação do PCB nas páginas da grande imprensa brasileira (1945-1948) analisa historicamente os posicionamentos da imprensa brasileira acerca da cassação do PCB e de seus mandatos durante a vigência do regime democrático inaugurado com a Constituição de 1946. Ancorado numa ampla investigação de jornais paulistas e cariocas - O Estado de S. Paulo, Folha da Manhã e Diário de S. Paulo, Correio da Manhã, O Globo e Jornal do Brasil - o livro desvenda as relações e o papel da imprensa como agente político na passagem do regime estadonovista à nova ordem democrática, época igualmente de transição de um jornalismo ligado a grupos políticos específicos para um modelo jornalístico empresarial. Concebendo os jornais não apenas como fonte de pesquisa, mas também como objeto de estudo, uma vez que, são produtores de acontecimentos políticos, a obra caracteriza as concepções democráticas dos periódicos analisados, bem como as ligações entre as folhas e os demais agentes políticos, além de entender as relações existentes dentro da própria empresa jornalística.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales Preview PDF
Introdução Preview PDF
Seis grandes diários e a transição do campo jornalístico Preview PDF
Jornais liberais e o campo político durante a transição democrática Preview PDF
A defesa da liberdade de expressão e de imprensa colocada em xeque: jornais liberais e a cassação do PCB Preview PDF
Considerações finais Preview PDF
Fontes e referências bibliográficas Preview PDF
Creative Commons License All the contents of this work, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-Non Commercial-ShareAlike 3.0 Unported.