SciELO Livros

Editora UNESP

 

A ironia e suas refrações: um estudo sobre a dissonância na paródia e no riso

Synopsis

Este livro estuda os discursos caracterizados pela dissonância, mais especificamente, a ironia, a paródia e o riso. Foram privilegiadas as teorias de Schopenhauer, Baudelaire e Jean Paul, já que são estudos que proporcionam uma aproximação estrutural e filosófica entre os fenômenos do riso e os discursos irônicos e paródicos. Desse modo, tal qual a ironia e a paródia, esse riso é também fruto de uma dissonância, que instaura, ao invés da certeza, a possibilidade, em lugar do uníssono, o ambivalente. O estudo dos significativos pontos de contato entre a ironia, a paródia e o riso legitima a relevância do sujeito na decodificação desses discursos caracterizados pela ambigüidade. Para a sua análise a autora analisou os textos: "O homem duplicado" (2002), de José Saramago, "O cavaleiro inexistente" (1959), de Ítalo Calvino, e "O duplo" (1846), de Dostoievski. A seleção das obras guiou-se pela estrutura dissonante dessas narrativas, nas quais se encontram muitas e variadas aplicações estéticas da ironia, da paródia e do riso.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales Preview PDF
Introdução Preview PDF
A valorização do elemento dual e o papel do leitor Preview PDF
Ironia Preview PDF
Paródia Preview PDF
O riso Preview PDF
Conclusão teórica Preview PDF
Dissonâncias literárias Preview PDF
Considerações finais Preview PDF
Referências bibliográficas Preview PDF
Creative Commons License All the contents of this work, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-Non Commercial-ShareAlike 3.0 Unported.