SciELO Livros

Editora FIOCRUZ

 

Saúde Indígena em perspectiva: explorando suas matrizes históricas e ideológicas

Synopsis

Compreender a atual política pública de saúde indígena à luz de seus antecedentes: com este objetivo, pesquisadores de diferentes especialidades e regiões do país se reuniram para produzir esta coletânea, que busca aumentar a visibilidade das vozes indígenas no cenário sociopolítico brasileiro. Os capítulos oferecem um panorama bastante consistente sobre o campo da saúde indígena no Brasil. O livro analisa o contexto político e institucional que originou o SUS e, particularmente, o Subsistema de Saúde Indígena. Assinala as diferenças e as dificuldades, mas também aponta caminhos de articulação possíveis entre o sistema médico oficial e o sistema indígena. Mais: corrobora a importância do diálogo para estabelecer interações criativas e, sobretudo, “contribuir com a provisão de uma atenção sanitária culturalmente sensível".

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales
Prefácio
Apresentação
1. Revisitando a tutela: questões para se pensar as políticas públicas para povos indígenas
2. Antropologia e Medicina: a saúde no Serviço de Proteção aos Índios (1942-1956)
3. campanhas públicas, populações (quase) invisíveis: endemias rurais e indígenas na saúde pública brasileira
4. O SUS e a saúde indígena: matrizes políticas e institucionais do Subsistema de Saúde Indígena
5. Do museu aos manuais: reflexões sobre o agente indígena de saneamento
6. De improvisos e cuidados: a saúde indígena e o campo da enfermagem
7. O papel e a formação dos agentes indígenas de saúde na Atenção diferenciada à Saúde dos Povos Indígenas Brasileiros
8. Cultura, sexualidade e saúde indígena: etnografia da prevenção das DST/Aids nos povos Timbira do Maranhão e do Tocantins