SciELO Livros

Editora da UFRGS

 

A página violada: da ternura à injúria na construção do livro de artista

Synopsis

O livro de artista é um produto da arte contemporânea, construído deliberadamente a partir de um suporte preexistente, o livro, que é o seu protótipo, e ao qual louva ou faz contraposição crítica. A página e a estrutura podem ser enaltecidas ou sofrer todas as possibilidades de injúria e objeção, até alcançarem o estatuto da escultura e abandonarem a condição objetiva de livro. A página violada, de Paulo Silveira, propõe que as gradações percebidas não só podem como devem ser instrumentos da conceitualização e caracterização da obra e da categoria na qual ela se insere, desde certos exemplares do livro ilustrado até todo e qualquer livro-objeto. São apresentadas cerca de duzentas obras através de mais de seiscentas imagens, que também incluem eventos e documentos, a maioria delas coloridas e originais para este trabalho.

Table of Contents

Front Matter / Elementos Pré-textuais / Páginas Iniciales Preview PDF
Apresentação Preview PDF
Introdução Preview PDF
Definições e indefinições do livro de artista Preview PDF
Temporalidade e corrupção da memória Preview PDF
Espacialidade e exacerbação do corpo Preview PDF
Considerações finais Preview PDF
Suplemento - Erguendo os olhos e olhando ao redor Preview PDF
Depoimentos Preview PDF
Referências Preview PDF
Pequeno glossário Preview PDF
Índice de pessoas, eventos, periódicos e instituições Preview PDF
Creative Commons License All the contents of this work, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-Non Commercial-ShareAlike 3.0 Unported.